Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

25 de outubro de 2016

Divertida Mente | Pete Docter explora as emoções, em novo filme da Pixar | Crítica

Gostou do post? Então clique no botão ao lado e compartilhe-o!

Um filme de Peter Docter

Riley é uma menina de 11 anos de idade, ela vive em Minnesota com sua mãe e pai.

Entretanto, tudo troca de lugar na vida de Riley quando seus pais mudam para San Fransisco. Agora, Riley terá que se acostumar a uma outra casa, escola e cidade.

Crítica | Divertida Mente


Divertida Mente é um filme de mudanças. Sabe aquela fase que estamos migrando da juventude para a vida adulta? E isso que Peter Docter expressa neste filme através de Riley e suas emoções. Ao assistir ao filme, notamos que Riley passa por algumas mudanças e a principal delas é quando ela muda para uma outra casa, escola e cidade; todos já passaram por essa mudança em algum momento da vida seja adulto, na juventude ou quando criança (quando criança não percebemos essa mudança por que nessa fase ainda não temos responsabilidade). Passamos por esta fase sem saber que la na frente era isso que os nossos pais falavam tanto para nós, nessa fase de crescimento - e é isso que presenciamos em Riley ao assistir ao novo filme da Pixar Animation Studios.

Sem sombras de dúvida, Divertida Mente transmite com êxito essas mudanças. E isso é exposto na história da animação. Quando Riley decide fugir de casa, por conta de não se adaptar a nova cidade e escola, entrando naquele ônibus para voltar a sua cidade natal; essa cena descreve com clareza o mais novo filme de Peter Docter. A qualquer momento podemos ser colocados a frente de flashbacks mostrando o passado de Riley em cenas importantes do filme. O começo da animação e bastante sugestivo, e se encaixa perfeitamente nessa fase de migração. Um outro ponto importante nessa fase de migração, e a briga que Riley tem com seu pai (na hora da janta).


Embora o cinema seja cercado por clichês, a Pixar Animation Studios consegue manter um passo a frente desse obstáculo, por conta de ser cercado por animadores extremamente inovadores. Trazendo aos filmes da produtora, uma inovação nas ideias e um filme inteiramente completo para quem quer pagar para assistir algo de alto entretenimento. Sendo um filme com direção de Peter Docter não precisa de muita apelação para me fazer querer assistir (falei bastante dele nas Considerações sobre o filme). Divertida Mente fica longe desse quesito em que clichês não se acomoda no filme, tornando-o um filme emocionante e original.
A trilha sonora que acompanha Divertida Mente soa simplesmente como um ar de naturalidade, a suavidade de Michael Giacchino, em cada cena e tema do filme torna Divertida Mente ainda mais emocionante. O compositor que acompanha a Pixar Animation Studios na trilha sonora de seus filmes esta cada vez mais fazendo parte da família Pixar. Por falar nisso, Giacchino já assinou contrato para estar na trilha sonora de Os Incríveis 2.

De resto você pode esperar um filme com uma história simples porém emocionante e com personagens recheados de carisma. Um filme com cenas de drama muito bem desempenhadas por Peter, e sem querer alimentar falsas esperanças podemos sim aguardar por Divertida Mente 2. Sera uma honra pra mim caso aconteça o segundo filme de escrever sobre a animação.

Caso ainda não assistiu ao filme, você pode adquiri-lo no link aqui em versão DVD e Blu-Ray.


Nenhum comentário:

Postar um comentário