Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 12 de outubro de 2013

Crítica: Dragon Ball Z: Batlle Of Gods

Gostou do post? Então clique no botão ao lado e compartilhe-o!
Direção: Masahiro Hosoda
Roteiro: Yusuke Watanabe
Elenco de dubladores: Wendel Bezerra, Tânia Gaidarji, Vagner Fagundes, Luiz Antônio Lobue, e Alfredo Rollo
Estreia: 11 de Outubro


    *         *         *

Crítica:



O novo filme dos Guerreiros Z baseado no mangá original de Toryama acende novamente a essência do universo criado por Akira.Rever todos estes personagens é como fazer uma volta no tempo até a infância, a infância de muitos foram marcado por este grande sucesso.Comédia, ação, artes maciais, Batlle Of Gods traz uma batalha épica, mantendo acesso a essência que consagrou a carreira do grande Akira Toryama.

É difícil criticar, quando se é fã, mas vamos tentar. A história flui naturalmente, cada detalhe é mostrado, as cores tanto nos personagens quanto nos cenários, são de uma qualidade, o traço em cartoon lembra muito o anime.As cores são irreverentes e de uma qualidade.O efeito da sombra nas roupas dos personagens, as coisas quebrando.

Claro, que o fato de Toryama, ter participado do projeto deste do inicio, como divulgado, fez grande diferença.Você vê os diálogos e até os personagens, e nota que tem alguma coisa de Akira naquilo tudo.O fato dele ter participado do projeto, dando dicas, escrevendo alguns diálogos, não torna o filme em algo grandioso demais, porém enriquece e traz a essência novamente do anime, o que torna Batlle Of Gods, algo mais do que grandioso.

O filme traz um novo vilão, que após tanto tempo, desperta de um profundo sono.O Deus da destruição Billus, acorda, e vai atrás do causador da morte de Freeza.

A grande expectativa dos fãs, foi ainda pelo fato, da divulgação do projeto.O filme, não era só um filme.Batlle Of Gods anunciava um novo nível de super sayajin. O super Sayajin Deus. Motivo de grande alvoroço entre os fãs.No entanto, o grande triunfo do filme, é manter a sua essência. Humor, cenas de pancadaria, tudo o que moldou durante anos, o manga original de Toryama.

Por fim, Batlle Of Gods não é um filme para se considerar o melhor da serie original do mangá, pode não ser o melhor filme da serie, no entanto, está na lista, e no caminho para isso.



                                   Bom          Ruim           Regular        Ótimo          Excelente 

__________________

Mais críticas:


Tá Chovendo Hambúrguer 2, da Sony Pictures Animation
Os Smurfs 2, da Sony Pictures Animation



Nenhum comentário:

Postar um comentário